Empreendedorismo em baixa e a crise

Estudo realizado pelo Centro de Pesquisas em Estratégia do Insper, com apoio do Santander, apresenta dados preocupantes: o Índice de Confiança do Empresário de Pequenos e Médios Negócios no Brasil (IC-PMN) para o período de abril a junho de 2015 registrou um recuo de 2% e, segundo o professor e pesquisador do Insper Gino Olivares, atingiu o mesmo patamar do 2º. trimestre de 2009, período mais agudo da crise global.

Entre os quesitos avaliados, o pior desempenho foi o da expectativa em relação à economia brasileira, que totalizou 48,4 pontos, retração de 6,2% ante os 51,6 pontos registrados nos três primeiros meses de 2015. Naturalmente, essa pesquisa não pode ser utilizada como único elemento a ser considerado, quando se pretende analisar o cenário econômico brasileiro, mas, podemos afirmar, que esse é mais um indicativo de que as coisas não estão bem, de que a economia do Brasil já está dando sinais preocupantes.

O aspecto peculiar da situação difícil da econômica brasileira atual é que ela se dá em meio a um contexto de conflito político e, porque não, de conflito institucional, o que dificulta mais ainda mais a capacidade de reação do Brasil. Afinal, esse conflito está diretamente vinculado com a um momento sem precedentes na história recente brasileira de enfrentamento da corrupção e de crise da confiança no Brasil. Na verdade, todo o contexto é de certa forma tão inesperado e surpreendente, que dá a impressão de se tratar de fenômeno ainda complemente aberto: infelizmente, ao que tudo indica, estamos só no começo…

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *