Enfrentar Desafios é preciso!

Com os acontecimentos das duas últimas semanas, fica difícil falar em economia, mercado ou direito sem fazer referência aos desafios, que teremos face aos atentados, aos desastres naturais, aos escândalos políticos, aos escândalos sociais, que estão diante de nós.

Mais do que isso, fica difícil falar na terceira pessoa sobre qualquer destes fatos, porque não há como não se sentir atingido pelo sofrimento de todos os seres humanos e não humanos envolvidos. Sim, não escrevi errado: humanos, porque é triste ver crianças e adultos sofrerem com atos de terrorismos, e não humanos, porque também não há como não se sentir comovido pelo impacto das catástrofes naturais, que atingem animais indefesos, que podem ter sua espécie extinta da face da terra.

Eu renuncio, portanto, à terceira pessoa, por um momento (e peço licença ao leitor para tanto) para dizer que, no presente momento, assisto atônito e com muita tristeza aos acontecimentos de impacto planetário, que ocorreram nas últimas semanas, com muito receio de suas consequências. Com certeza, todos esses acontecimentos terão repercussões econômicas e, acredito fortemente, agravarão ainda mais a recessão pela qual estamos passando.

Porém, ainda que ainda seja cedo para prognósticos, o que é certo é que estamos passando por mudanças geopolíticas relevantes, num momento de muita instabilidade política no nosso país. Mais uma razão para serem colocadas longas diferenças de lado em prol da sustentabilidade e do enfrentamento conjunto desses desafios.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *