JURIMETRIA E O IMPACTO NO MERCADO DE DISTRESSED ASSETS

O avanço tecnológico impacta a sociedade como um todo, desenvolvendo as mais diversas áreas como: comunicação, transporte, comercio, compartilhamento de informações, …

O mundo jurídico não está isento desta evolução, em poucos anos houve uma revolução tecnológica, ao passo que, há pouco tempo advogados que utilizavam datilógrafos e documentos impressos, hoje atuam por meio de computadores, assinadores digitais, softwares, processos digitalizados, audiências virtuais e documentos salvos em servidores online.

A obtenção e análise de informações se tornou muito mais fácil, possibilitando o desenvolvimento ainda mais célere da jurimetria, que conforme a Associação Brasileira de Jurimetria (ABJ) é definida como: “a estatística aplicada ao Direito”.

Valendo-se de dados estatísticos e matemáticos, para compreender repetições, tendencias e posicionamentos dentro do mundo jurídico, possibilita o melhor entendimento de quais os caminhos que os magistrados e turmas colegiadas podem adotar em suas decisões.

A análise e cruzamento de dados realizada por meio da jurimetria viabiliza identificar como os magistrados e desembargadores decidem sobre determinado tema, possibilitando quantificar a probabilidade de êxito, tempo para julgamento, quais abordagens são mais exitosas, qual valor para se ganhar ou pagar.

No setor público, a jurimetria já é aplicada para fazer com que sentenças de problemas similares não sejam muito discrepantes, como forma de sistematização do Judiciário.

Quanto ao setor privado é crucial para que as melhores estratégias sejam definidas, aumentando as probabilidades de êxito, transformando o trabalho mais focado em eficiência e resultados.
Nos últimos anos no setor privado, em razão dos empréstimos realizados e o alto índice de inadimplência, houve uma grande expansão do mercado de distressed assets.

Atraindo investidores nacionais e internacionais, em razão da alta lucratividade, sendo destinado somente a investidores qualificados e profissionais ou ainda, por meio de fundos de renda fixa e multimercados que tenham FIDC’s na carteira, até o limite de 25% do patrimônio, haja vista que apresentam riscos elevados e o retorno previsto é em médio/longo prazo (3-7 anos).

Em que pese o bom retorno dos investimentos realizados neste mercado, ainda há um risco elevado. Razão pela qual, são desenvolvidos mecanismos para mitigá-los, tais como a contratação de empresas especializadas em precificação dos distressed assets.

A precificação dos ativos estressados é uma análise complexa, que passa por aspectos econômicos, financeiros e jurídicos. A jurimetria auxilia as empresas, investidores, cedentes e haja vista que apresentam riscos elevados e o retorno previsto é em médio/longo prazo (3-7 anos).

Em que pese o bom retorno dos investimentos realizados neste mercado, ainda há um risco elevado. Razão pela qual, são desenvolvidos mecanismos para mitigá-los, tais como a contratação de empresas especializadas em precificação dos distressed assets.

A precificação dos ativos estressados é uma análise complexa, que passa por aspectos econômicos, financeiros e jurídicos. A jurimetria auxilia as empresas, investidores, cedentes e

cessionários a realizar a análise jurídica para quantificar com maior precisão o prazo e as estratégias necessárias para transformar esses ativos em dinheiro.

A jurimetria aplicada ao mercado de distressed assets, tem exatamente a função de auxiliar a precificação dos ativos para maximizar os resultados e minimizar os ônus atinentes a atividade.

Em verdade, os fundos e as empresas com o desenvolvimento da jurimetria conseguem estimar com fidúcia o tempo médio de um processo, assim como a real probabilidade de ganhar uma ação. O investimento em tecnologia é fundamental para que as empresas e fundos de investimento não padronizados se mantenham competitivos no mercado e maximizem seus resultados, atraindo mais investidores e mantendo o crescimento dos últimos anos.

Referências:

 

1) https://abj.org.br/

2) https://www.infomoney.com.br/onde-investir/com-retornos-de-ate-20-ao-ano-fundos-que-compram-dividas-vencidas-de-empresas-se-preparam-para-onda-de-inadimplencia-e-falencia/

3)  https://jornalempresasenegocios.com.br/opiniao/ativos-estressados-a-importancia-de-realizar-uma-avaliacao-segura/

4)  https://www.tmabrasil.org/blog-tma-brasil/artigos/investimentos-alternativos-retornos-assimetricos

5)  Produtos de captação: Fundos de Investimento em Direitos Creditórios – 2a edição -Agosto 2015 – AMBIMA (https://www.anbima.com.br/pt_br/informar/estudos/fundos-de-investimento/produtos-de-captacao/produtos-de-captacao-fundos-de-investimento- em-direitos-creditorios.htm)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *